Quais são as principais estratégias de mitigação de riscos?

Luiz Neto

07/03/2024, 18:33

Quais são as principais estratégias de mitigação de riscos?

Tabela de Estratégias de Mitigação de Riscos

Estratégia Descrição
Diversificação de investimentos Reduzir a exposição a um único ativo ou mercado.
Seguro Transferir o risco para uma seguradora.
Hedging Realizar operações que protejam contra variações de preços.
Análise de riscos Identificar e avaliar possíveis ameaças.

Gerenciamento de riscos na construção civil: o que é e como fazer?

O gerenciamento de riscos na construção civil é uma prática essencial para garantir a segurança dos trabalhadores e o sucesso do projeto. Neste artigo, vamos explorar as principais estratégias de mitigação de riscos nesse setor, assim como os impactos dos riscos no planejamento e orçamento da obra. Vamos lá!

Gerenciamento de riscos ocupacionais (GRO)

No âmbito da construção civil, o gerenciamento de riscos ocupacionais (GRO) é de responsabilidade da engenharia de segurança do trabalho. Para isso, é necessário seguir as normas regulamentadoras (NRs) do Ministério do Trabalho e Emprego, em especial a NR 18, que trata da segurança e saúde no trabalho na indústria da construção. Além disso, é fundamental elaborar e implementar o Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR).

Principais riscos na construção civil

  • Ruídos
  • Exposição ao calor
  • Trabalho sob condições hiperbáricas
  • Exposição a agentes químicos
  • Exposição a poeiras minerais
  • Exposição a agentes biológicos
  • Exposição ao tráfego de veículos
  • Choques elétricos
  • Movimentação de materiais
  • Operação de máquinas e equipamentos
  • Operação de ferramentas de corte
  • Incêndios e explosões
  • Trabalhos em espaços confinados
  • Trabalhos em altura
  • Escavações
  • Riscos ergonômicos

Elaboração do Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR)

Uma das etapas fundamentais do gerenciamento de riscos na construção civil é a elaboração do Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR). Nesse programa, é necessário realizar um inventário de riscos, que consiste em descrever os processos de trabalho, ambientes e atividades, identificar os perigos e impactos à saúde dos trabalhadores e adotar medidas preventivas. Além disso, é importante desenvolver um plano de ação detalhado e realizar o registro e monitoramento das medidas adotadas, fazendo ajustes quando necessário.

Identificação de riscos

Para realizar o gerenciamento de riscos de forma eficiente, é preciso identificar os potenciais riscos presentes na obra. Isso envolve o reconhecimento e documentação dos riscos físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e de segurança. Uma ferramenta útil nesse processo é a matriz de riscos, que auxilia na gradação da severidade e probabilidade de ocorrência das lesões ou agravos.

Planejamento de respostas a riscos

Após identificar os riscos, é necessário desenvolver um plano de resposta detalhado para cada um deles. Esse plano deve incluir informações essenciais, como a descrição do risco, as medidas preventivas adotadas, os responsáveis pela sua execução e os prazos estabelecidos. Além disso, é importante criar fichas detalhadas com todas as informações relevantes sobre cada risco.

Implementação e monitoramento

Uma vez elaborado o plano de ação, é hora de colocá-lo em prática. Isso envolve a execução das medidas preventivas e o treinamento das equipes de trabalho para lidar com os riscos identificados. Além disso, é fundamental realizar um monitoramento contínuo da ocorrência dos eventos previstos ou imprevistos, de forma a garantir a eficácia das medidas adotadas. Caso seja necessário, o PGR e as medidas de prevenção devem ser atualizados.

Gerenciamento de riscos de negócios na construção civil

Além do gerenciamento de riscos ocupacionais, é importante também considerar o gerenciamento de riscos de negócios na construção civil. Isso envolve abordagens e escopos diversos, como a análise de riscos no nível de negócios e a elaboração de planos de ação práticos para cada área da empresa.

FAQ - Perguntas frequentes sobre gerenciamento de riscos na construção civil

1. Por que o gerenciamento de riscos é importante na construção civil?

O gerenciamento de riscos é importante na construção civil porque ajuda a garantir a segurança dos trabalhadores e o sucesso do projeto. Além disso, é uma exigência do Ministério do Trabalho e Emprego para garantir a segurança do trabalho.

2. Quais são os principais riscos na construção civil?

Os principais riscos na construção civil incluem ruídos, exposição ao calor, trabalho sob condições hiperbáricas, exposição a agentes químicos, exposição a poeiras minerais, exposição a agentes biológicos, exposição ao tráfego de veículos, choques elétricos, movimentação de materiais, operação de máquinas e equipamentos, operação de ferramentas de corte, incêndios e explosões, trabalhos em espaços confinados, trabalhos em altura, escavações e riscos ergonômicos.

3. Como é feito o gerenciamento de riscos na construção civil?

O gerenciamento de riscos na construção civil é feito por meio da identificação, avaliação e mitigação dos riscos presentes no processo construtivo. Isso envolve a elaboração do Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR), a identificação dos riscos, a avaliação da severidade e probabilidade de ocorrência, o planejamento de respostas a riscos, a implementação e monitoramento das medidas preventivas.

4. Quais são as etapas do gerenciamento de riscos na construção civil?

As etapas do gerenciamento de riscos na construção civil incluem a identificação de riscos, a avaliação de riscos, o planejamento de respostas a riscos e a implementação e monitoramento das medidas preventivas.

5. Como integrar o gerenciamento de riscos ao planejamento e orçamento do projeto?

Para integrar o gerenciamento de riscos ao planejamento e orçamento do projeto, é necessário considerar os riscos desde o início do processo construtivo. Isso envolve a identificação e avaliação dos riscos, a definição de medidas preventivas e a alocação de recursos financeiros para a implementação dessas medidas.