Qual a origem dos pisos de caquinhos de cerâmica?

Luiz Neto

14/03/2024, 13:47

Descubra a fascinante história por trás dos pisos de caquinhos de cerâmica e como eles se tornaram uma tendência atemporal na decoração de interiores.

Origem dos pisos de caquinhos de cerâmica

Ano Local Descrição
Sec. XVIII Portugal Utilizados em palácios e residências nobres.
Sec. XIX Brasil Popularizados em casas coloniais e fazendas.
Atualmente Mundo todo Reconhecidos por sua durabilidade e charme rústico.

O processo industrial das lajotas cerâmicas

As indústrias cerâmicas em São Paulo na década de 40/50

No período das décadas de 40 e 50, São Paulo passava por um crescimento acelerado e a construção civil estava em pleno desenvolvimento. Nesse contexto, as indústrias cerâmicas surgiram para atender a demanda por materiais de construção, como tijolos, telhas e lajotas.

A produção das lajotas cerâmicas quadradas

As lajotas cerâmicas quadradas eram muito utilizadas na pavimentação de calçadas e áreas externas. Elas eram produzidas de forma industrial, passando por um processo de moldagem, secagem e queima em fornos de alta temperatura.

As cores disponíveis: vermelha, amarela e preta

As lajotas cerâmicas eram produzidas em diferentes cores, sendo as mais comuns a vermelha, amarela e preta. Essas cores eram obtidas através da adição de pigmentos à argila utilizada na fabricação.

O descarte do material quebrado

Durante o processo de produção das lajotas cerâmicas, era comum ocorrer a quebra de algumas peças. Essas peças quebradas, conhecidas como refugo, eram descartadas pelas indústrias cerâmicas.

A descoberta do uso dos caquinhos de cerâmica

A falta de recursos para comprar cimento

Na época, o cimento era um material caro e muitas pessoas não tinham recursos para comprá-lo. Por isso, buscavam alternativas mais econômicas para pavimentar suas calçadas e áreas externas.

O pedido do empregado para utilizar o refugo da fábrica

Um empregado de uma dessas indústrias cerâmicas teve a ideia de utilizar o refugo de lajotas cerâmicas que eram descartadas para pavimentar sua própria calçada. Ele percebeu que, mesmo quebradas, as lajotas ainda tinham resistência e poderiam ser utilizadas.

A inserção de cacos pretos e amarelos na pavimentação

O empregado decidiu inserir cacos de lajotas pretas e amarelas, além das lajotas inteiras, na pavimentação de sua calçada. Essa combinação de cores e texturas deu um aspecto único ao piso, despertando a curiosidade dos vizinhos.

A repercussão entre os vizinhos e a adoção da solução

Os vizinhos ficaram impressionados com o resultado e começaram a adotar a mesma solução em suas calçadas. Assim, os caquinhos de cerâmica começaram a se popularizar como uma alternativa econômica e esteticamente interessante para a pavimentação.

A comercialização dos caquinhos de cerâmica

A demanda crescente e a falta de caquinhos

Com o passar do tempo, a demanda por caquinhos de cerâmica foi crescendo, mas as indústrias cerâmicas não conseguiam suprir essa demanda apenas com o refugo gerado durante a produção das lajotas. Era necessário quebrar peças inteiras para atender à procura.

A quebra das peças inteiras pela própria cerâmica

Diante da falta de caquinhos, as indústrias cerâmicas passaram a quebrar peças inteiras para atender à demanda. Essa prática se tornou comum e contribuiu para o aumento do preço dos caquinhos de cerâmica.

O aumento do preço dos caquinhos

O aumento do preço dos caquinhos de cerâmica ocorreu devido ao custo envolvido na operação de quebra das peças inteiras. Além disso, a crescente procura também influenciou no aumento do valor.

A explicação do custo industrial da operação de quebra

O custo industrial da operação de quebra das peças inteiras envolve mão de obra, equipamentos e tempo. Esses fatores contribuem para o aumento do preço dos caquinhos de cerâmica no mercado.

O valor dos caquinhos de cerâmica

O refugo passa a ter valor comercial

Com o aumento da demanda e do preço dos caquinhos de cerâmica, o refugo que antes era descartado passou a ter valor comercial. As indústrias cerâmicas viram nessa mudança uma oportunidade de lucro.

O metro quadrado do refugo é mais caro que o da peça inteira

Atualmente, o metro quadrado do refugo de caquinhos de cerâmica é mais caro do que o da peça inteira. Isso ocorre devido à valorização estética e à demanda por esse tipo de revestimento.

A relação entre a perda industrial e a febre do caquinho cerâmico

A febre do caquinho cerâmico está diretamente relacionada à perda industrial das indústrias cerâmicas. O aproveitamento do refugo de lajotas quebradas como revestimento trouxe uma nova perspectiva econômica e estética para esse material.

O fim da era dos caquinhos de cerâmica

O surgimento dos prédios em condomínio

Com o surgimento dos prédios em condomínio, a demanda por caquinhos de cerâmica diminuiu significativamente. Os moradores passaram a optar por outros tipos de revestimento para suas áreas externas.

A mudança da classe média para os prédios

A mudança da classe média para os prédios também contribuiu para o fim da era dos caquinhos de cerâmica. Com a diminuição dos lotes e a falta de espaço para áreas externas, o uso desse tipo de revestimento se tornou menos comum.

A diminuição dos lotes e o aumento das favelas

Além disso, a diminuição dos lotes e o aumento das favelas também influenciaram no fim da era dos caquinhos de cerâmica. Com a falta de espaço e recursos, as pessoas passaram a optar por soluções mais simples e econômicas para a pavimentação.

FAQ

1. Qual a origem dos pisos de caquinhos de cerâmica?

Os pisos de caquinhos de cerâmica surgiram a partir do aproveitamento do refugo de lajotas cerâmicas que eram descartadas pelas indústrias.

2. Por que os caquinhos de cerâmica se tornaram populares?

Os caquinhos de cerâmica se tornaram populares devido à sua estética única e à sua característica de ser uma alternativa econômica para a pavimentação.

3. Por que o preço dos caquinhos de cerâmica aumentou?

O preço dos caquinhos de cerâmica aumentou devido à demanda crescente e ao custo envolvido na operação de quebra das peças inteiras.

4. Por que o refugo de caquinhos de cerâmica é mais caro que a peça inteira?

O refugo de caquinhos de cerâmica é mais caro do que a peça inteira devido à valorização estética e à demanda por esse tipo de revestimento.

5. Por que os caquinhos de cerâmica deixaram de ser utilizados?

Os caquinhos de cerâmica deixaram de ser utilizados devido ao surgimento dos prédios em condomínio, à mudança da classe média para os prédios e à diminuição dos lotes.